19/03/2007

por que?

ou seja, a questão da vida.

cada espermatozóide é sagrado
cada espermatozóide é maravilhoso
se um espermatozóide é desperdiçado
Deus fica completamente irado


The Meaning of Life (O sentido da vida) - Monty Python, 1983

4 comentários:

Sergio Fonseca disse...

Essa é uma questão filosófica. Temos que avaliar com cautela o significado da palavra desperdício. Depois de entendermos o que é desperdício, devemos pensar de que modo estaria sendo um espermatozóide desperdiçado.

1) os que seguem viagem por caminhos não tão ortodoxos estão realmente sendo desperdiçados?

2) e os que seguem o caminho certo e perdem a corrida?

3) o que produz uma criança em meio a mais profunda miséria não é um espermatozóide desperdiçado?

4) e os que fecundaram as mães do determinados políticos e outras classes de bandidos?

Rogerio B. disse...

Sergio,

espermatozóides que seguem caminhos menos ortodoxos acabam no Second Life.

aqueles fecundados em meio a mais profunda miséria são um tipo de investimento. na África, por exemplo, Angelina Jolie e Madonna perceberam que esse tipo de espermatozóide rende uma boa grana em fotografias para revistas de celebridades. no Brasil, rende votos.

os que perdem a corrida, nos remetem diretamente para a teoria da reencarnação: como uma alma dessas vai evoluir se não consegue nem ganhar uma corridinha de poucos centímetros? e se não consegue iniciar nem dar continuidade na evolução espiritual, vira pedra?

agora, os espermatozóides que fecundaram políticos e criminosos estão aí para nos lembrar de uma coisa bem simples... ahn, só não consegui ainda descobrir o que é, mas acredito que está relacionado com a natureza do homem, Yin e Yang, Caetano e Gil, Coca-Cola e Pepsi, esquerda e direita, o bem e o mal, etc.

Saramar disse...

Hummm...imagino quantosmundos seriam necessários para tanto espermatozóide.
Isso parece conversa de Bento...

beijos

Rogerio B. disse...

Saramar,

na sátira do Monty Python, o Bento tinha outro número e nome...pra você ver como a gente bate sempre com a cabeça na mesma parede.