30/01/2007

além da porta há o porteiro

o mundo acabou no verão de 1968, e não em 1972, como alguns acreditam, mas muita gente não sabe disso e continua vivendo como se nada tivesse acontecido. segundo pesquisa recente realizada por cientistas da London's Global University e divulgada durante a Sectus 2007: An Unofficial Harry Potter Conference, tudo que restou do mundo depois daquele trágico incidente são "egos espectrais". essas, ahn... coisas! andam por aí promovendo um carnaval de fantasias pessoais, repetição de idéias, citações filosóficas-literárias exibicionistas e são adeptas do novo moralismo, tão careta quando o velho, sustentado em nome do politicamente correto -- ou seja: a virgindade perdeu seu status para a camada de ozônio. atualizando para a linguagem dos dias de hoje, a última frase daquele trágico verão de 1968 resume tudo: mas é essa a juventude que quer um mundo melhor? estamos fudidos!

4 comentários:

Ane disse...

Tá, eu nem ia comentar para vc não pensar que estou tentando te sacanear. Mas o fato é que eu sei que, pelo menos a julgar pelo título do post, vc está fazendo uma leitura de Kafka, mais precisamente (se nao me engano) do capítulo 9 de O processo... não tenho certeza, meus livros não estão aqui comigo, estou seqüestrada e mantida em cárcere privado há dias.

Sendo assim, concluo que você fala de si ao mencionar: "egos espectrais"... "andam por aí promovendo um carnaval de fantasias pessoais, repetição de idéias, citações filosóficas-literárias exibicionistas e são adeptas do novo moralismo".

É ou não é??? E o novo moralismo estaria registrado lá no post do Papel de Pão sobre a tua visão indecente dos inocentes porquinhos.

Chega. Vou calar-me porque estou diante de um intelectual. Definitivamente!

Hehehehe...
Beijo.

Rogerio B. disse...

ahahahah! o Sergio tira foto daqueles porcos indecentes e eu é que sou o culpado? não, não, te contar...

e... não falo por mim nem por ninguém! endoidou? além de não levar a sério o que escrevo não faço a mínima idéia de onde sai tanta bobagem. deve ser efeito colateral de alguma das minhas fantasias-obsessivas em comer Maria Rita cada vez que escuto ela gritando pra não ficar rouca que "muito pra mim é tão pouco e pouco é um pouco demais". ó, sou neeeeeerd guria! é parecido, mas é diferente de intelectual. nerd pesquisa trechos no Google e finge que leu o livro inteiro. capaz que vou perder tempo com literatura, espero as adaptações para o cinema. mas fiquei curioso... Kafka escreveu isso é? juro, roubei da música do Caetano: "A mãe da virgem diz que não. E o anúncio da televisão... E além da porta há o porteiro, sim." será que Caetano leu Kafka? você precisa fugir do cárcere o mais rapidamente possível para solucionarmos esse mistério.

Silvia Chueire disse...

Li. E fiquei intrigada. Sou um ego espectral? E eu há tanto tempo tentando entender o porquê de voar tanto.Tentando saber que sou, onde vou.Espec... Bem, ego espectral deve esvoaçar um bocado , né não?

Sergio Fonseca disse...

hahaha. É fita da moça. Ela tem a chave. Não sai porque gosta. :-D

vou pensar na idéia dos wp.