25/01/2007

Imagine por um momento que você é um morto, que seu corpo sucumbiu mas a sua mente-personalidade-alma sobreviveu. Você está surpreso com isso e quer contar aos outros, especialmente aos seus amigos céticos, tudo o que está acontecendo...
James E. Alcock

o que você faz? abre um blog, lógico! mas descobri que existe uma coisa similar muito mais interessante e que tem um nome e uma explicação absolutamente-razoável-absurda: "Transcomunicação Instrumental" -- comunicação entre os mortos/vivos. basicamente, é uma internet sem MSN, Orkut, e-mail ou o www.

9 comentários:

Ane disse...

Isto me lembra um outro escritor, suponho que gaúcho, mas muito renomado:

"tu tá te fazendo de leitão pra mamar deitado?"

Beijo de boas voltas.

Sergio Fonseca disse...

Camarada, seja re-bem-vindo!

Adorei o post. Pior que é verdade, tem muito morto se comunicando no orkut.
Já a transcomunicação instrumental é pesquisa séria. Na Alemanha o pessoal está ralando muito nessas pesquisas.

Abraço!

Silvia Chueire disse...

Desculpe eu me intrometer, mas...Nesta internet aí a gente navega, anda, mergulha ou voa? Er..viaja, talvez?

Perdão novamente, mas o senhor é do outro mundo e quer convencer seus amigos céticos?

Silvia Chueire disse...

Se eu fosse paulista pensava comigo mesma : tá cheio de gente do outro mundo com amigos céticos, meu!

Rogerio B. disse...

Ane:
faltou citar o nome do escritor: João Sem Braço -- que viveu e, dizem, morreu lá pras bandas de Uruguaiana.

Sérgio:
tá zoando ou tá falando sério sobre a tal pesquisa?

Silvia:
na verdade, sou de outro planeta! ahn... sobre navegabilidade, acho que a gente surta mesmo!

Sergio Fonseca disse...

Tô falando sério, pô. Eu só brinco com o que não pode ser levado a sério.

Ane disse...

Rogerio,
É que tem nome de escritor que é melhor esquecer mesmo. Minha memória já está sem muito espaço.
Beijo.

PS: mas vc acertou era esse aí mesmo.

Ingrid disse...

HAHAHA

é isto mesmo

Maya disse...

transcomuniquemo-nos, pois.