30/10/2007

coisas de amor

ela que era triste riu
antes tão fechada aos poucos se abriu
sou um velho fraco, eu sei
mas me fiz de moço
e doido dancei

depois jamais desencanto
o que era doce durou
trocamos nossos antigos lugares
por um que nos encantou


De banda, Vitor Ramil

4 comentários:

Ane Ro disse...

Ele é ótimo de verdade. Coloquei-o nos fones hoje pela manhã pra caminhar em copa. Tanto tempo e foi a primeira vez que ouvi aquilo caminhando meus sapatos ali. Fone de ouvido é bom porque a gente pode ouvir alto, repetidamente e quanse não atrapalhar os vizinhos - se não ficar cantando junto e bem alto. Ando em dias de fazer trilhas por dentro. Fundas. Explicação alguma. Esses antigos lugares que a gente troca ou toca ou esbarra ou esquece, sei lá.
Beijo, guri.

Silvia Chueire disse...

Melhorou? : )

Rogerio B. disse...

Ane Ro
Vitor Ramil sempre remete para trilhas internas que não devem mesmo ser explicadas. já escutou Longes? tem letras muito legais naquele português esquisito que parece inglês... nunca vi, tudo parece do avesso!

Que futuramente a gente aqui
Que aqui distante de você
Que agora quase faz acontecer
O primeiro dia de você

Silvia
melhorei? pois olha, acho que estou cada vez pior! meu caso não tem solução... olha só guria, vou ao Rio no feriado do dia 15 implicar com os baianos e jamaicanos... vamos implicar um com o outro também e marcar um café?

beijos

Silvia Chueire disse...

Vamos sim senhor! : )