07/12/2007

ando de saco cheio disso aqui! vou para o leste. outro dia (ah,é... foi ontem!) ganhei dinheiro escrevendo sobre o leste num anúncio de jornal. uma bobagem sem precedentes na história da propaganda, tipo: "o que faz você feliz?". ganhei um prêmio, um troféu, elogios ou sei lá! vou guardar no fundo de uma gaveta bem longe do meu cinismo. incrível como é fácil ganhar dinheiro manipulando palavras que preenchem o vazio de um bando de idiotas. difícil é não gastar em mesas de bar escutando R.E.M. (twentieth century go and sleep) e me envolvendo com loiras malucas com a cara da Linda Hamilton. ninguém tem idéias, são todos enjoativos e monótonos e deslumbrados com a descoberta do próprio nariz. olha, eu também tenho um nariz! que genial! ando sem Papas na Língua... essa não é a minha vida, essa não é a minha história.

6 comentários:

Junior disse...

Niilista!

Rogerio B. disse...

tô só pelo botão vermelho...

Silvia Chueire disse...

ah, não vá para o leste, venha pra sudeste mesmo, mais acima. : )

Ane Ro disse...

ando de saco cheio de vir aqui e não encontrar nada mais de ácido, antipático, politicamente incorreto, ríspido, rude, truculento e que seja num post novo.

que foi?
adocicou a vida?

uma nova paixão te levou para o bom caminho?

bora! passa já escrever com raiva e má vontade... tô esperando, não me faça ir até vc pra te endireitar que a peleja pode ser feia.

hmpf!!!
beijo (mas um só)

Rogerio B., (egotrip) disse...

concordo totalmente ou completamente ou integralmente com o comentário da Ane! cara, sou o seu maior fã e tenho sentido a falta dos textos geniais e, acredito firmemente, os mais inteligentes e originais do mundo blog. depois que comecei a visitar o "coisa sem nome" meu mundo mudou e nunca mais li livros de auto-ajuda, joguei fora o controle remoto da televisão, matei meu canário belga, botei aquela vaca pra fora de casa sem pensão alimentícia, não tenho mais hora pra dormir, não atendo o telefone, passei a usar drogas e beber uísque no café da manhã! estou vivendo de forma diferente e me apaixonei pelas coisas todas como elas são, sem dinheiro no banco ou parentes importantes. falo merda, putaquepariu e foda-se o tempo todo. virei um sapo e se alguém me querer vai ter que beijar! mas não viro príncipe, porque o destino de todo príncipe é ser rei e o destino de todo rei é ser traído ou envelhecer sentado no trono de um castelo cercado de súditos burros, vazios e inúteis. agora, quando me beijam, viro bolha de sabão e desmancho no ar, sem despedidas, sem mágoas, sem lembranças, sem saudades. vê se arruma um tempo e escreve qualquer coisa aí, porra! preciso saber o que vem depois dessa tal felicidade e liberdade que estou sentindo agora. você já sabe?

Ane Ro disse...

h a h a h a !

vc é mesmo do avesso, né guri? isso aí era pra tar (do verbo que vc mesmo me ensinou) no lugar de post e não de comments.

tsc... vou ensinar padre a rezar missa (do galo ainda por cima!).

b e i j o .